Natividade de Maria

Natividade de Nossa Senhora, celebrada em 08 de setembro

 

O significado do nascimento de Maria Santíssima, mãe de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, filho de Deus, suprema expressão do amor encarnado para nos salvar: amor na mais alta magnitude é o que evoca a lembrança da mãe do supremo amor!

Maria Santíssima gestou e exerceu em plenitude a maternidade de Jesus – desde o ventre até a convivência divinal no seio da Sagrada Família e posteriormente como discípula primorosa, coadjuvante fundamental no início da vida pública de Jesus, nas bodas de Canaã, onde orientou os serventes da festa: “Fazei tudo o que Ele vos disser!” Orientação aplicável a todos os cristãos de todas as eras – que Nossa Senhora continua a reiterar, em suas múltiplas aparições mundo afora!

Muito embora predominantemente em silêncio e “meditando todas essas coisas em seu coração”, esteve presente nos pés da Santa Cruz, onde foi incumbida pelo divino filho, através de São João, da missão de ser mãe de todos os que seguem Jesus; esteve presente em Pentecostes e permaneceu atuante na vida da Igreja primitiva, sendo desde então venerada como mãe de Deus.

Uma das certezas que nos proporciona a leitura das Sagradas Escrituras, da história da salvação, é que Deus não improvisa; ao contrário, tudo o que faz segue um plano divino perfeito, muito embora os desígnios divinos nem sempre estejam ao alcance de nossa lentidão de entendimento – conforme o próprio Mestre asseverou aos discípulos de Emaús…

No plano divino da missão de Jesus, observamos claramente Deus operando na vida de Zacarias e Isabel, pais de São João Batista, o profeta precursor de Jesus, encarregado de “endireitar os caminhos do Senhor.” Nasceu de Isabel, que era estéril e, como Zacarias, de idade avançada. Como bem assinalou o Anjo Gabriel: “Para Deus nada é impossível!”

Esse mesmo Deus do impossível não teria como deixar de prover àquela que foi destinada a conceber, dar à luz e exercer a maternidade de Jesus as condições mais sublimes para a mais sublime das missões!

Louvado seja Deus, pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, pela natividade da imaculada virgem Maria Santíssima e pelas consequências divinas desse acontecimento maravilhoso!