Pular para o conteúdo

Liturgia Diária


3ª-FEIRA DA 5ª SEMANA - QUARESMA

Aquele que for mordido e olhar
para a serpente de bronze viverá.
Leitura do Livro dos Números 21, 4-9
Naqueles dias:
Os filhos de Israel partiram do monte Hor, pelo caminho que leva ao mar Vermelho, para contornarem o país de Edom. Durante a viagem o povo começou a impacientar-se,
e se pôs a falar contra Deus e contra Moisés, dizendo: 'Por que nos fizestes sair do Egito para morrermos no deserto? Não há pão, falta água, e já estamos com nojo desse alimento miserável'.
Então o Senhor mandou contra o povo serpentes venenosas, que os mordiam; e morreu muita gente em Israel.
O povo foi ter com Moisés e disse: 'Pecamos, falando contra o Senhor e contra ti. Roga ao Senhor que afaste de nós as serpentes'. Moisés intercedeu pelo povo,
e o Senhor respondeu: 'Faze uma serpente abrasadora e coloca-a como sinal sobre uma haste; aquele que for mordido e olhar para ela viverá'.
Moisés fez, pois, uma serpente de bronze e colocou-a como sinal sobre uma haste. Quando alguém era mordido por uma serpente, e olhava para a serpente de bronze, ficava curado.
Palavra do Senhor.
Ouvi, Senhor, e escutai minha oração e chegue até vós o meu clamor.
Ouvi, Senhor, e escutai minha oração, / e chegue até vós o meu clamor!De mim não oculteis a vossa face / no dia em que estou angustiado! / Inclinai o vosso ouvido para mim, / ao invocar-vos atendei-me sem demora!
R.
As nações respeitarão o vosso nome, / e os reis de toda a terra, a vossa glória; quando o Senhor reconstruir Jerusalém / e aparecer com gloriosa majestade, ele ouvirá a oração dos oprimidos / e não desprezará a sua prece.
R.
Para as futuras gerações se escreva isto, / e um povo novo a ser criado louve a Deus. Ele inclinou-se de seu templo nas alturas, / e o Senhor olhou a terra do alto céu, para os gemidos dos cativos escutar / e da morte libertar os condenados.
R.
Quando tiverdes elevado o Filho do Homem,
então sabereis que eu sou.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 8, 21-30
Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus:
'Eu parto e vós me procurareis, mas morrereis no vosso pecado. Para onde eu vou, vós não podeis ir. '
Os judeus comentavam: 'Por acaso, vai-se matar? Pois ele diz: 'Para onde eu vou, vós não podeis ir'?'
Jesus continuou: 'Vós sois daqui de baixo, eu sou do alto. Vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo.
Disse-vos que morrereis nos vossos pecados, porque, se não acreditais que eu sou, morrereis nos vossos pecados. '
Perguntaram-lhe pois: 'Quem és tu, então?' Jesus respondeu: 'O que vos digo, desde o começo.
Tenho muitas coisas a dizer a vosso respeito, e a julgar também. Mas aquele que me enviou é fidedigno, e o que ouvi da parte dele é o que falo para o mundo. '
Eles não compreenderam que lhes estava falando do Pai.
Por isso, Jesus continuou: 'Quando tiverdes elevado o Filho do Homem, então sabereis que eu sou, e que nada faço por mim mesmo, mas apenas falo aquilo que o Pai me ensinou.
Aquele que me enviou está comigo. Ele não me deixou sozinho, porque sempre faço o que é de seu agrado. '
Enquanto Jesus assim falava, muitos acreditaram nele.
Palavra da Salvação.

SÃO VICENTE FERRER, PRESB. - SANTORAL

Desempenha o teu serviço de pregador do evangelho,
e cumpre com perfeição o teu ministério.
Leitura da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo 4, 1-5
Caríssimo:
Diante de Deus e de Cristo Jesus, que há de vir a julgar os vivos e os mortos, e em virtude da sua manifestação gloriosa e do seu Reino, eu te peço com insistência:
proclama a palavra, insiste oportuna ou importunamente, argumenta, repreende, aconselha, com toda a paciência e doutrina.
Pois vai chegar o tempo em que não suportarão a só doutrina, mas, com o prurido da curiosidade nos ouvidos, se rodearão de mestres ao sabor de seus próprios caprichos.
E assim, deixando de ouvir a verdade, se desviarão para as fábulas.
Tu, porém, mostra vigilância em tudo, suporta o sofrimento, desempenha o teu serviço de pregador do evangelho, cumpre com perfeição o teu ministério. Sê sóbrio.
Palavra do Senhor.
Eis que venho fazer com prazer a vossa vontade, Senhor!
Esperando, esperei no Senhor, / e inclinando-se, ouviu meu clamor. Canto novo ele pôs em meus lábios, um poema em louvor ao Senho
R.
Sacrifício e oblação não quisestes, / mas abristes, Senhor, meus ouvidos; / não pedistes ofertas nem vítimas, / holocaustos por nossos pecados, e então eu vos disse: 'Eis que venho!'
R.
Sobre mim está escrito no livro: 'Com prazer faço a vossa vontade, / guardo em meu coração vossa lei!'
R.
Boas-novas de vossa justiça / anunciei numa grande assembléia; / vós sabeis: não fechei os meus lábios!
R.
Vós também ficai preparados!
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 12, 35-40
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
Que vossos rins estejam cingidos e as lâmpadas acesas.
Sede como homens que estão esperando seu senhor voltar de uma festa de casamento, para lhe abrirem, imediatamente, a porta, logo que ele chegar e bater.
Felizes os empregados que o senhor encontrar acordados quando chegar. Em verdade eu vos digo: Ele mesmo vai cingir-se, fazê-los sentar-se à mesa e, passando, os servirá.
E caso ele chegue à meia-noite ou às três da madrugada, felizes serão, se assim os encontrar!
Mas ficai certos: se o dono da casa soubesse a hora em que o ladrão iria chegar, não deixaria que arrombasse a sua casa.
Vós também ficai preparados! Porque o Filho do Homem vai chegar na hora em que menos o esperardes'.
Palavra da Salvação.